sexta-feira, abril 07, 2006

To or not to be...

"Para que alguém desejasse ser um Shakespeare teria de ter já altura para o desejar ou ser bastante imbecil para o parecer. Já todavia será compreensível que alguém deseje ser um Rostchild ou Onassis ou na nossa medida, Champalimaud ou Belmiro não sei quê. Porque o capitalismo é mais sociável para a ambição comum. E, no entanto, não ambicionar ser Shakespeare ou Rostchild devia ser consequência de razões paralelas. Simplesmente “ter dinheiro” é pressupostamente compreensível para toda a gente. E ser um grande génio, nem por isso. Isto porque a imbecilidade é a inferioridade humana mais razoavelmente partilhada. Desejar ser Shakespeare sem lhe poder imaginar a altura é ser um imbecil mais acima do que o outro. Somente para esse outro, é uma imbecilidade mais abaixo."
Virgílio Ferreira in “Escrever”

Sem comentários: